Sites Selecionados - Unidade 1 - 7ª Série - História Geral

Tema: O declínio de Roma

 

Sugerimos visita a sites excelentes e que estão à disposição do público na Internet.

 

Os sites recomendados são de total responsabilidade de seus autores. Procuramos pesquisar e indicar os que, para nossa equipe, são os mais pertinentes, apresentam melhor exemplário e podem ser usados de forma didática por professores e alunos em suas aulas e estudos, como um serviço do Programa de Ensino Kadiwéu.

 

Cabe ao Programa de Ensino Kadiwéu apenas divulgá-los, já que são sites públicos e versam sobre assuntos de interesse do público da área de educação. Confira-os:

 

 

Sites Selecionados para pesquisa

 

1. Sugerimos uma visita ao site abaixo, onde a invasão de povos provenientes do norte, de origem indo-européia são citados invadindo a Grécia e posteriormente a Itália:

http://www.mundodosfilosofos.com.br/indoeuropeus.htm

 

2. Uma visão dos povos da Antiguidade pode ser conseguida com a leitura dos seguinte site:

http://www.professoronline.ac.mz/historia/antiguidade.htm

 

3. Reportagem de VEJA de 23 de dezembro de 1992 O Jesus da história

Manuscritos, descobertas arqueológicas e uma mudança de mentalidade favorecem um avanço na reconstituição da Palestina de há 2.000 anos

por Roberto Pompeu de Toledo

http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/251202/religiao_1992.html

 

4. Sugerimos a leitura da descrição da conversão de Constantino nos sites abaixo:

http://educaterra.terra.com.br/voltaire/antiga/2002/12/16/001.htm

http://www.ecclesia.com.br/sinaxe/constantino_e_helena.htm

 

5. Sugerimos a análise da tradição da Páscoa no seguinte site:

http://www2.uol.com.br/caminhosdaterra/reportagens/155_pascoa.shtml

 

6. Sugerimos uma visita por Roma e suas ruínas:

http://www.me.berkeley.edu/~dcoatta/Summer2003/Italy/RomeThumbs.html

 

Especial para o Painel 1

Sugerimos uma visão das seguintes imagens sobre a pressão bárbara na Europa nas fronteiras romanas:

http://faculty.maxwell.syr.edu/gaddis/HST354/Mar18/Default.htm

 

 

Sugerimos para os alunos e professores que falem e escrevam em inglês a participação no seguinte grupo:

http://www.ancientworlds.net/aw/Group/378205

 

Sugerimos a visita aos seguintes sites relativos ao feudalismo:

http://www.imh.org/imh/kyhpl2a.html#xtocid165605

http://www.the-orb.net/wemsk/feudknightwemsk.html

 

Muita coisa (indiscreta...) sobre a Idade Média e outros tempos...

Banhos na Idade Média
Romanos e Árabes haviam trazido para a península práticas que, em Portugal, iriam perdurar mesmo na Idade Média. Banhar o corpo, porém, não implicava então um estrito conceito de limpeza.
Na Grécia, o banho era uma extensão necessária da prática de ginástica: um banho revigorante, frio e breve. Em Roma e no Islão estava implicita a ideia de repouso e de convívio: uma prática social, um ritual simbólico.
O banho comunal na Idade Média e o banho Turco, nas numerosas formas que assumiu na Europa, tinham fins semelhantes. A isso se refere Georges Vigarello em "O Limpo e o Sujo": «Em setembro de 1462, o duque Philippe le Bon ofereceu um jantar aos embaixadores do rico duque da Baviera e do conde de Würtenberg e mandou servir cinco pratos de carne para festejar nos banhos».
A ideologia cristã, no entanto, viria a instaurar preconceitos e a impor uma outra moral e consequentes novos costumes. Não que a igreja não se ativesse à limpeza dos corpos. Mais temia, contudo, pela sujidade das almas: os hábitos promiscuos eram uma porta aberta ao pecado. Havia assim que evitar os banhos públicos, locais «propícios à devassidão e ao amolecimento dos costumes»("A Sociedade Medieval Portuguesa" de A.H. de Oliveira Marques).
Ler mais:
 

Entrar em Pesquisas, Debate e Redação.

 

               Retornar à Área de Testes.